domingo, 31 de janeiro de 2010

PassO a PassO pra vOcê mOntar o seu CaLeidOscÓpiO


Segue as instruções abaixO, e mOnta o teu prÓpriO CaLeidOscÓpiO. DepOis, ensina uma criança. Ou um idoso, como a dona Jandira. Ela aprendeu como se faz e já vai passar a técnica para a bisneta.

POdes usar qualquer tubo. Como esse, de papel toalha, vazio, ou emendar dois de papel higiênico, ou ainda copinhos de iogurte...nestes, depois de emendá-los, faça um furo no copo que ficou em cima, por onde você vai visualizar as belezas caleidoscópicas.

Para usar tubos de plástico, garrafinhas de refrigerante ou tubos de detergente você terá que recortar dois tubos ao meio -tirando fora o gargalo e emendá-los.

Latas de achocolatado...

Você vai pegar três tiras de espelhos de +ou- 2cm da largura (quanto mais largo o tubo, maior a largura do espelho) x a altura do tubo que vai usar. Se o tubo tiver 20 cm, o espelho terá 18cm de comprimento. Os dois cm que sobram vão ser usados para fazer a caixinha onde ficam as partículas coloridas. Prefira espelhos de três milímetros ou mais de espessura, pois não quebram fácil.  Limpe as faces espelhadas com álcool. Elas têm que estar sem nenhuma poeira ou mancha.

Se quiser use luvas pra proteger as mãos de cortes.

Vire as faces de costas, e pregue-as com fita crepe. É melhor do que durex. Deixe um espaço de 3mm entre uma face e outra, para facilitar a dobra.

Adistância deve ser a mesma nas duas extremidades do espelho. Caso escorregue, refaça tudo.

A fita pode ser um pouco mais curta do que os espelhos.

Vire os espelhos para cima e una todas as partes, enrolando as faces dos espelhos uma a uma, como uma onda.

Observe que cada face é encaixada exatamente por trás da face seguinte. Isso é um pulo-do-gato que eu passo pra você.

Observe na foto o encaixe perfeito de uma face na outra. Se ficar diferente, refaça. Com um pedaço de fita crepe menor, cubra as extremidades do triângulo, e faça os ajustes finais com a fita, para que os espelhos fiquem totalmente cobertos. É uma questão de segurança.

Corte uma tira de plástico-bolha de cerca de 5 cm de largura, e enrole na extremidade do espelho que vai ficar no furo - por onde vc vai olhar as imagens do caleidoscópio.

Depois de encaixar o triângulo no furo, vire o tubo de cabeça para baixo.

Com ajuda de um pincel comprido ou um palito forte, começe a forrar ao redor do triângulo. Reaproveite sacolinhas de supermercado. Elas são os último produto na cadeia do petróleo e não é possível transformá-las em mais nada. As usinas de reciclagem tem montanhas delas, é uma praga.

Preencha o espaço até a altura do espelho. Note que sobrou cerca de 2cm entre o espelho e a borda. Esse é o espaço para a caixinha de jóias...


Agora é só isolar o fundo da caixinha para receber as pecinhas e impedir que caiam no seu olho quando virar o tubo. Recorte um disco de acetato transparente (podem ser outros plásticos também, pet ou até um pedaço de vidro, a exigência é que seja transparente).



Passe cola quente no enchimento em torno do espelho (cuidado para não cair dentro do triângulo nem deixar fios de cola sobre ele) e aplique o acetato.Se quiser pode prender com fita crepe, é mais limpo e fácil. Cuide para colar o acetato nas paredes do tubo e nunca deixe vazar sobre o espelho, pois vai aparecer.

Pronta a caixinha de joias, é o momento mais feliz do processo de construção. Veja o que você quer colocar nela, e comece a viagem. Neste, colocamos pimenta, florzinhas secas, e até asa de borboleta encontrada morta no jardim. Vale também papel crepom, canudo de refrigerante colorido, pedaços de plástico.

Detalhe: escolha peças que tenham cor, alguma transparência e texturas diversas. Varie entre peças retas e recortadas, para dar riqueza às formas que o seu brinquedo vai formar.

O caleidoscópio mostra que há um infinito número de caminhos a seguir...

Basta que tenhamos a visão caleidoscópica da vida.

Podemos, assim como no brinquedo, reorganizar a aparente dispersão de nossa vida atual, em uma nova realidade, e com os mesmos elementos que estavam lá.

Veja as imagens étnicas criadas pela asa de borboleta laranja!

PrÓximas oficinas no AteLiê CaLeidoscÓpicO:
19/02 - SEXTA, das 9h às 12h - CaLeidOscÓpiO Básico. R$ 60,00
20/02 - SÁBADO, das 14h às 16h30m - CaLeidoscÓpiO de ÓLeo (MagiscÓpiO). R$100,00
Todos os materiais incluídos.
Castelinho do Alto da Bronze
Rua Vasco Alves, 432 - Centro Histórico
POA/RS  Fone 51 3779 9896
castelinhodoaltodabronze@gmail.com

6 comentários:

elis felicio disse...

nossa aquelas borboletas eram de verdade?....super ecologicamente correto esse caleidoscopio...diz pra usar sacolinhas plasticas pq são uma praga na natureza...ate onde vai a hipocrisa....mais fora isso muito legal as dicas...

Arthur Montilla disse...

Gostei bastante da dicas! os pequenos detalhes para criar um Caleidocópio!! super ecológico!
Estou pronto pra fazer o meu também!!!
Parabéns pelo ótimo trabalho!
Obrigado

Carol disse...

Elis, desculpe, mas se vc não reparou a postagem diz "borboletas achadas mortas no jardim"... não diz para matar borboletinhas ;-)
Muito legal mesmo a técnica, vou tentar fazer no fim de semana.

Adriane Ferrari disse...

Obrigada pela ótima explicação, estão de parabéns :)

Anônimo disse...

Elis, borboletas mortas >> MATÉRIA ORGÂNICA !!!

Anônimo disse...

Muuuuito legal essi seú caliduscúpio tia! Fiz uns trêis pra brincá!!!!!!!!