quarta-feira, 1 de abril de 2009

Era uma vez...uma fábuLa assOmbrOsa.

Eles se juntaram para um espetáculo em 99. Se desse certo, formariam um grupo. Assim, na contramão do habitual, engataram sucessos como a Trilogia Pampeana (Deus e o Diabo na terra da miséria, Mboitatá - a verdadeira história da Cobra de Fogo e O Negrinho do Pastoreio) e estão nas ruas e nos palcos até hoje. Pedindo para ser ouvidos, OigaLê retrata no idioma espanhol a cultura do SuL do BrasiL e o resultado da mistura com os vizinhos do Prata. OigaLê em espanhol é um pedido de atenção: Ouça-o! Mas em terras riograndenses o significado expandiu para interpretações diversas, como interjeição de espanto, por exemplo. OigaLê tchê! O teatro do OigaLê mistura o regionalismo com o universal, e o trabalho pode ser conferido no mais novo espetáculo Era uma vez...uma fábula assombrosa, que tem entre os atores Ana Fuão, Vera Parenza, Roberta Darkiewicz, Juliana Kersting, Paulo Brasil, Giancarlo Carlomagno, Hamilton Leite e Ilson Fonseca. A peça fica no Teatro do Sesc (Av. Alberto Bins, 665) em todos os finais de semana de abril, sempre às quatro da tarde. Segue a linha do grupo, de espetáculo sem restrição de faixa etária. É para adultos e crianças. Com muito respeito e profissionalismo. OigaLê! video

Nenhum comentário: